Páginas

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Leite materno: como retirar e armazenar

Durante o período de amamentação, haverá algumas situações em que você vai precisar se ausentar; seja pelo retorno ao trabalho, para estudar e, por que não, até para ir ao cinema com o marido. E o seu filho pode continuar se alimentando com o leite materno mesmo quando não estiver por perto, basta que você se programe para retirá-lo.


Como tirar o leite

Em primeiro lugar, você precisa estar em um local e momento tranquilos. O ideal é que o bebê esteja dormindo, assim você não precisa interromper a retirada do leite. Esqueça também o celular e o telefone. “Essas atitudes fazem com que o leite flua melhor. Se a mãe for tirar o leite no trabalho, que seja no horário do almoço, em um local agradável e sem pressa”, diz Sônia de Lourdes Liston Colina, pediatra do Hospital Edmundo Vasconcelos (SP). Lembre-se também de ter um copo de água ao alcance.

Você pode extrair seu leite com as próprias mãos ou com bombas de sucção. “A ordenha manual é muito simples e prática, mas nem toda mãe consegue fazer. O jeito de tirar o leite varia de cada mulher”, afirma Sônia.

Para retirá-lo manualmente, é preciso que você massageie a mama como um todo, com movimentos circulares da base em direção à aréola. Uma das maneiras é colocar os polegares acima da aréola e os outros dedos abaixo e, assim, espremer ritmicamente a parte inferior do seio, enquanto o pressiona contra a costela. Esse processo pode levar, em média, de 20 a 30 minutos em cada mama, principalmente nos primeiros dias.

Há mulheres, no entanto, que preferem a bombinha manual, outras, a elétrica, que são mais caras e podem ser alugadas. Se optar por esses acessórios, é fundamental que você cuide da higiene deles, deixando-os sempre esterilizados.

Seja qual for o processo da extração do leite, higienize sempre as mãos antes e as mamas: você pode lavá-las com sabonete neutro e secá-las levemente, sem fazer atrito, com uma toalha bem macia. Evite ainda falar, espirrar ou tossir enquanto tira o leite. “A ordenha exige paciência, porque é normal a mulher ter dificuldade nas primeiras vezes. Se for voltar ao trabalho, o ideal é começar a extrair o leite cinco dias antes”, afirma a especialista.

Como armazenar

Use potes de vidro (prefira os de boca larga caso retire o leite manualmente) esterilizados e identifique-os com uma etiqueta com o dia que retirou o leite. Se ele for usado num período de 24 horas, pode ficar somente na geladeira. Além desse período, é preciso congelar. No freezer, sem ser aqueles acoplados, ele pode ser armazenado por até 30 dias.

Se for retirar o leite fora de casa, como no trabalho, por exemplo, ele deve ser conservado sempre na geladeira e transportado em uma bolsa térmica.

Para oferecer o leite ao bebê, nunca se deve fervê-lo, muito menos usar o micro-ondas para tirar o gelo. Se ele não estiver congelado, é só mergulhar o recipiente direto da geladeira para uma água morna. Agite-o levemente para que ele todo fique na mesma temperatura, que deve ser a ambiente. Se estiver congelado, retire do freezer e coloque na geladeira um dia antes de ser usado. Depois, o processo é o mesmo.

Lembre-se: o leite extraído nunca deve substituir a amamentação do seu filho. Além da sucção do bebê ser a responsável pela produção do leite, segundo Sônia, há uma perda de micronutrientes do leite materno quando ele é congelado.


Fontes: Sociedade Brasileira de Pediatria; A Bíblia da Gravidez, Wladimir Taborda e Alice D´Agostini Deutsch

Nenhum comentário: