Páginas

terça-feira, 6 de abril de 2010

Pontos chaves para o sucesso na amamentação

Esse texto peguei no site da Adriana http://www.namaskaryoga.com.br/

A matéria a seguir é de grande importância para a saúde do bebê e também da mãe que amamenta, além de criar um vínculo amoroso ainda maior entre mãe e filho.

Muitas mães têm dificuldade ao iniciar o ato de amamentar. Eu também tive, e devido ‘a grande e importantíssima ajuda da Dra Keiko Teruya, superei as dificuldades, tirei muitas dúvidas e pude curtir esse momento maravilhoso ao amamentar meus dois filhos, a Aline e o Thales! Obrigada hoje e sempre Dra Keiko, por todo seu incentivo e dicas, transformando esse ato natural, em uma grande lição de amor e doação! (Adriana Viera)
.br
A seguir as dicas da Dra keiko Teryua que estão também no livro: Filhos –da gravidez aos 2 anos de Idade (Ed. Manole)

Hoje, o ato de amamentar tornou-se uma arte a ser ensinada e apreendida pela mulher, bem como, protegida pela sociedade. A amamentação depende da escolha da mulher, do apoio, cultura de onde vive e da capacidade dela levar avante sua escolha de amamentar seu filho.

* Para ter sucesso na amamentação tente contar com o apoio dos familiares, principalmente do pai, amigos e profissionais de saúde.



Para que a amamentação se estabeleça é necessário:

Um peito que produza e libere o leite

Um bebê que seja capaz de esvaziar o peito quando mama.

Um peito que produza e libere o leite

Para que um peito produza leite é necessário que haja níveis hormonais adequados, estimulados pela sucção - e o esvaziamento completo ou adequados das mamas.

Como conseguir que um peito produza e libere o leite?

Deixar se filho sugar o peito, se possível, já na sala de parto e depois sempre

quando quiser, até que ele solte o peito ao estar satisfeito. Nos primeiros dias – para

facilitar uma boa pega e antes de oferecer o peito - extrair manualmente o leite da

região do mamilo (aréola) para deixá-lo macio de forma que o seu filho abocanhe

toda parte escura de seu peito (aréola). Após a mamada se “sobrar” leite no peito é

importante extraí-lo, manualmente ou por bomba, para que seu peito não empedre.

Se desejar, doe o leite que “sobrar” a um Banco de Leite Humano - com esse gesto

poderá salvar vidas. Quanto mais seu filho mamar, mais leite seu peito produzirá.
 
Se o peito não for esvaziado, adequadamente, poderá empedrar, produzir menos leite

o bebê não engordar e, além disso, dar febre e dor.

Tente não oferecer outros alimentos em mamadeiras ou chucas, chupetas. Descanse enquanto seu filho dorme. Faça relaxamento, evite fumo e pílulas que contenham estrógeno. Tente contar com o apoio do pai, familiares e pessoas que amamentaram, bem como profissionais de saúde. Pensar que é mulher maravilha – poderosa.


A dor, a insegurança, o medo, o estresse, a ansiedade, tensão, e o desconforto podem prejudicar a saída do leite. Por esse motivo é muito importante que a mulher se poupe tentando ficar calma, tranqüila, confiante enquanto amamenta.
Esvaziar o peito evita problemas na mama

Um bebê que sugue o peito e seja capaz de esvaziá-lo

Para o bebê extrair o leite do peito é importante que a mãe esteja relaxada e encontre uma posição confortável para amamentar. Também é necessário observar três pontos: o posicionamento do bebê, a pega e os movimentos que ele faz quando suga (reflexos do bebê.



Como conseguir que um bebê sugue e seja capaz de extrair o leite do peito?



POSICIONAMENTO CORRETO

bebê - olhando para a mama, com o nariz de frente ao mamilo

corpo do bebê - próximo ao da mãe

cabeça e corpo do bebê - alinhados

nádegas do bebê - apoiadas (se recém-nascido)

 
Posicionar seu filho de tal forma que ele fique com a boca e o nariz bem de frente para o mamilo (parte escura do peito) , e fazê-lo abocanhar com a boca bem aberta,

De maneira que ele pegue o bico todo e a aréola (pare escura ao redor do bico do peito). O corpo deve estar bem próximo ao seu e com a cabeça e tronco do bebê alinhados (numa mesma linha). Quando ainda pequeno apoiar o bumbum. Se o bebê estiver na posição certa e conseguir retirar todo o leite que precisa, seu peito não deverá doer e não vai ficar machucado.

Passando a fome do bebê, os intervalos entre as mamadas começarão a ficar maiores.


* É importante ficar relaxada e confortável


PEGA CORRETA

Boca - bem aberta

Lábio inferior – voltado para fora

Queixo – tocando a mama

Aréola – mais visível acima que a parte de baixo



Fazer que seu filho pegue o peito corretamente, isto é:

Esteja com a boca bem aberta; o lábio inferior voltado para fora; o queixo tocando a mama e sua aréola mais visível acima que a parte de baixo.

COMO É UMA PEGA CORRETA







COMO É UMA PEGA INCORRETA







SEQÜÊNCIA DE UMA PEGA CORRETA



Estimular o reflexo da busca tocando a boca de seu filho com a ponta do mamilo

Esperar que sua boca esteja bem aberta como se fosse bocejar



Três são os reflexos do bebê:

Reflexo de busca e apreensão- sempre que o mamilo toca o lábio do bebê ele abre a boca, põe a língua para baixo e para fora e tenta abocanhar a mama

Reflexo de sucção – quando o bico toca o céu da boca ele começa a sugar

Reflexo da deglutição – quando a boca enche de leite ele engole



*A mãe aprende a posicionar o bebê

*O bebê por sua vez aprende a abocanhar a mama.

Para alcançar sucesso na amamentação
Prestar atenção no seu conforto, posição e se o seu filho está pegando a região escura do peito (mamilo).

 
Observar se ele suga, engole e respira. Se mama até soltar. Só então, oferecer o outro peito. Se ele não aceitar, na próxima mamada começar por esse peito.



Três são os reflexos do bebê:

Reflexo de busca e apreensão- sempre que o mamilo toca o lábio do bebê ele abre a boca, põe a língua para baixo e para fora e tenta abocanhar a mama

Reflexo de sucção – quando o bico toca o céu da boca ele começa a sugar

Reflexo da deglutição – quando a boca enche de leite ele engole



A mãe aprende a posicionar o bebê

*O bebê por sua vez aprende a abocanhar a mama

Para alcançar sucesso na amamentação



Prestar atenção no seu conforto, posição e se o seu filho está pegando a região escura do peito (mamilo).

Observar se ele suga, engole e respira. Se mama até soltar. Só então, oferecer o outro peito. Se ele não aceitar, na próxima mamada começar por esse peito.


Dra Keiko Teruya, pediatra em Santos, presidente do Comitê de Aleitamento Materno da Sociedade de Pediatria de S.P. e diretora do Centro de Lactação de Santos (3202-1323)

Nenhum comentário: